Mundo

01/10/2018Palestina saúda terroristas como “heróis” e rejeita Trump em acordo de paz, na ONU

Presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, discursa na ONU. (Foto: Sputnik Brasil)
 
O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, criticou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por suas políticas para os palestinos em seu discurso na ONU na última quinta-feira (27). Abbas classificou suas açôes de "agressão à lei internacional" e rejeitou a mediação de Washington sobre as negociaçôes de paz entre Palestina e Israel.
 
Abbas também saudou os terroristas presos em Israel como "heróis" diante da Assembleia Geral da ONU, e sinalizou que poderia reduzir os orçamentos para a Faixa de Gaza se o Hamas não renunciasse ao poder.
 
Segundo Abbas, os EUA são “muito tendenciosos em relação a Israel" para agirem sozinhos como mediadores justos entre os palestinos e Israel. Mas o líder palestino indicou que ele poderia estar aberto a outros que participassem das negociaçôes.
 
"Este governo renegou todos os compromissos anteriores dos EUA, e minou a solução de dois estados, e revelou suas falsas alegaçôes de preocupação com as condiçôes humanitárias do povo palestino", acusou Abbas na ONU.
 
"Saudamos Trump quando ele foi eleito e elogiamos seu anúncio do plano de paz, mas ficamos chocados com suas açôes em relação ao processo", disse.
 
Trump, continuou ele, "decidiu fechar a missão palestina em Washington, reconheceu Jerusalém como a capital de Israel, transferiu a embaixada dos EUA para Jerusalém e até se vangloria de ter tirado as questôes de Jerusalém e dos refugiados da mesa".
 
"Ele até intensificou seu ataque à lei internacional, cortando a ajuda humanitária a refugiados e fundos para a Autoridade Palestina", acrescentou Abbas, se referindo à decisão do presidente americano, que foi uma resposta à descoberta de que o dinheiro enviado pelos EUA estava sendo usado para financiar o terrorismo contra Israel.
 
Contexto
 
O discurso de Abbas ocorreu em meio a um abismo cada vez mais profundo entre Ramallah (Palestina) e Washington (EUA), devido à recusa da Autoridade Palestina em se envolver com autoridades americanas, depois que os EUA reconheceram Jerusalém como a capital de Israel em dezembro.
 
As relaçôes caíram ainda mais nas últimas semanas, depois que Washington cortou todo o financiamento para a agência da ONU que assistia palestinos, provocando um pânico no orçamento e paralisando a missão palestina em Washington.
 
 
 
COM INFORMAÇÕES DO TIMES OF ISRAEL

Indique esta página
Poderá também gostar de:
img
Sacrifício de animais para o Terceiro Templo é...
img
ONU se recusa a condenar Hamas por ataques contra...
img
Árabe reconhece que “Deus ama judeus” após ver...
img
Israel tem o pior conflito em Gaza desde a guerra...
img
Prestes a serem decapitados, pastores têm visão...
img
Governo da Venezuela impede que igrejas doem...
img
Trump interrompe discurso e multidão canta hino...
img
Primeiro-ministro de Israel parabeniza Bolsonaro...
img
Pastor conselheiro de Trump diz que Deus quer...
img
Terroristas invadem casa de jovem cristã e matam...
img
Venezuela, Irã e Hezbollah querem interferir nas...
img
Juiz usa o Alcorão para confrontar muçulmanos que...
img
Partido comunista quer 'reeducar' pastores,...
img
Governo Trump quer eliminar ideologia de gênero...
img
Feministas atacam igreja em protesto a favor do...
img
Missionário é detido na Turquia no dia seguinte à...
img
Hospital planeja suicídio assistido para crianças...
img
Após ser solto na Turquia, pastor ora por Trump...
img
Ditador da Coreia do Norte é bisneto de...
img
Pastor americano ligado a Trump vê Bolsonaro como...
img
Criança de 5 anos é abusada sexualmente, após...
img
Pastor torturado permanece sob perseguição do...
img
“As crianças não tinham mais medo de ver os...
img
“Todas as naçôes do mundo devem resistir ao...
img
Ateísmo deve ser integrado às aulas de educação...
img
Palestina saúda terroristas como “heróis” e...
img
Cristãos classificam acordo do Vaticano com...
img
Arqueólogos encontram evidências da travessia dos...
img
Jovem indonésio sobrevive 49 dias à deriva no mar...
img
Professor é investigado por ensinar a diferença...
Page 1 of 10
Mais Notícias...