Mundo

09/11/2018Governo da Venezuela impede que igrejas doem alimentos para população

O atual governo de Nicolás Maduro impede açôes das igrejas evangélicas. (Foto: Reprodução).
 
A Venezuela tem sofrido uma grande queda desde 2014 com a escassez de alimentos remédios e artigos básicos. As organizaçôes internacionais de direitos humanos advertem que a situação do país é muito grave com catástrofes de dimensôes incalculáveis que já causam fome e desnutrição na nação.
 
As igrejas evangélicas não escapam dessa crise. Com os problemas humanitários, há cada vez menos cristãos frequentando os cultos. Ao mesmo tempo, há muitas organizaçôes evangélicas internacionais querendo ajudar os venezuelanos com envio de medicamentos e alimentos em grandes quantidades, mas encontram dificuldades impostas pelo governo.
 
No mês passado, pastores foram presos por tentarem distribuir artigos de necessidade básica.
 
Esta crise na Venezuela tem sido amplamente documentada. Milhôes de venezuelanos estão deixando o país e os que permanecem necessitam lutar contra a fome, as enfermidades e a falta de recursos. A venda de alimentos é racionada e alguns artigos como açúcar e o papel higiênico, por exemplo, desapareceram das prateleiras.
 
Além disso, a redução drástica do uso da água, energia elétrica e das unidades de transporte dificulta a ida das pessoas às igrejas. Sem contar que os pastores encontram dificuldades para adquirir terrenos e construir seus templos por conta de uma política que discrimina aqueles que não apoiam o regime de Nicolás Maduro.
 
Segundo o “Viceministerio de Política Interior y Seguridad Jurídica” do governo venezuelano, existe no país 15.017 igrejas evangélicas. Os católicos são maioria, mas são apenas 247 igrejas.
 
As últimas notícias ilustram um cenário religioso sufocado, já que o atual governo tem a tendência de ser mais aberto ao Islã por influência de Nicolás Maduro e seus aliados como o Irã e a Turquia.
 
Ajuda humanitária do exterior nem sempre é aceita pelo governo. Depois que uma grande quantidade de medicamentos foi doada pelo Cáritas, uma organização católica do Chile, e logo depois foi confiscada, ninguém mais se atreve a correr riscos.
 
A igreja como instituição recebe uma exigência pelo governo nacional para que tome as medidas econômicas necessárias e que abra um canal humanitário antes que se perca mais vidas, como os trabalhos sociais de todas as denominaçôes na Venezuela foram afetados pela falta de doaçôes.
COM INFORMAÇÕES DA COMIBAM

Indique esta página
Poderá também gostar de:
img
Sacrifício de animais para o Terceiro Templo é...
img
ONU se recusa a condenar Hamas por ataques contra...
img
Árabe reconhece que “Deus ama judeus” após ver...
img
Israel tem o pior conflito em Gaza desde a guerra...
img
Prestes a serem decapitados, pastores têm visão...
img
Governo da Venezuela impede que igrejas doem...
img
Trump interrompe discurso e multidão canta hino...
img
Primeiro-ministro de Israel parabeniza Bolsonaro...
img
Pastor conselheiro de Trump diz que Deus quer...
img
Terroristas invadem casa de jovem cristã e matam...
img
Venezuela, Irã e Hezbollah querem interferir nas...
img
Juiz usa o Alcorão para confrontar muçulmanos que...
img
Partido comunista quer 'reeducar' pastores,...
img
Governo Trump quer eliminar ideologia de gênero...
img
Feministas atacam igreja em protesto a favor do...
img
Missionário é detido na Turquia no dia seguinte à...
img
Hospital planeja suicídio assistido para crianças...
img
Após ser solto na Turquia, pastor ora por Trump...
img
Ditador da Coreia do Norte é bisneto de...
img
Pastor americano ligado a Trump vê Bolsonaro como...
img
Criança de 5 anos é abusada sexualmente, após...
img
Pastor torturado permanece sob perseguição do...
img
“As crianças não tinham mais medo de ver os...
img
“Todas as naçôes do mundo devem resistir ao...
img
Ateísmo deve ser integrado às aulas de educação...
img
Palestina saúda terroristas como “heróis” e...
img
Cristãos classificam acordo do Vaticano com...
img
Arqueólogos encontram evidências da travessia dos...
img
Jovem indonésio sobrevive 49 dias à deriva no mar...
img
Professor é investigado por ensinar a diferença...
Page 1 of 10
Mais Notícias...